Após Portland, confrontos entre polícia e manifestantes voltam a se espalhar por várias cidades dos EUA


Manifestante segura megafone com o qual frases contra a desigualdade racial e a violência policial nos EUA, neste domingo, em Portland — Foto: Caitlin Ochs/Reuters

Manifestante segura megafone com o qual frases contra a desigualdade racial e a violência policial nos EUA, neste domingo, em Portland — Foto: Caitlin Ochs/Reuters

Um homem foi morto a tiro perto de uma manifestação em Austin, no Texas. Segundo a polícia, ele estava “provavelmente armado com um fuzil” quando abordou o carro do homem que o matou. O suspeito do crime foi detido, conforme reporta a RFI.

Manifestante ferido em protesto em Portland, na madrugada desta segunda (27) — Foto: Reurters/Caitlin Ochs

Manifestante ferido em protesto em Portland, na madrugada desta segunda (27) — Foto: Reurters/Caitlin Ochs

A polícia americana usou granadas de gás lacrimogêneo e spray de pimenta contra os manifestantes em todo o país. Deflagradas após a morte de George Floyd pela polícia em Minnesota, as manifestações contra o racismo e contra a brutalidade policial se acentuaram após a decisão de Donald Trump de enviar agentes federais às principais cidades americanas.

O presidente enfrenta um difícil momento em sua corrida pela reeleição e recorre a uma campanha baseada na ideia de “lei e ordem”.

Manifestantes atearam fogo em construções perto de um centro de detenção juvenil em Seattle neste sábado (25) — Foto: Ted S. Warren/AP

Manifestantes atearam fogo em construções perto de um centro de detenção juvenil em Seattle neste sábado (25) — Foto: Ted S. Warren/AP

Além de Austin, os manifestantes protestaram em Louisville, Kentucky, Nova York, Omaha, Oakland, Los Angeles e Seattle. Em Richmond, na Virgínia, o Batalhão de Choque disparou agentes químicos para dispersar a marcha do movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), de acordo com a imprensa americana.

Confrontos em Washington e Seattle

Na capital, Washington, pequenas e reiteradas detonações foram ouvidas em algumas ruas e a fumaça subiu de uma área onde os manifestantes atearam fogo em reboques, observou um jornalista da AFP. Os ativistas também furaram pneus de carros e quebraram janelas de trailers. A polícia de choque enfrentou a multidão. Algumas pessoas usaram guarda-chuva para se proteger do spray de pimenta.

Policiais investem contra manifestantes durante protestos em Seattle neste sábado (25) em apoio ao movimento Black Lives Matter e contra violência policial e injustiça racial — Foto: Ted S. Warren/AP

Policiais investem contra manifestantes durante protestos em Seattle neste sábado (25) em apoio ao movimento Black Lives Matter e contra violência policial e injustiça racial — Foto: Ted S. Warren/AP