Após a desmoralização completa de Moro, Lula diz que o tempo é o senhor da razão


Depois de obter provas de que o ex-juiz Sergio Moro fraudou a justiça e o perseguiu, o ex-presidente Lula foi às redes sociais e resgatou o vídeo de quando o questionou sobre se seria julgado por um juiz imparcial (assista).

Lula durante depoimento em Curitiba
Lula durante depoimento em Curitiba (Foto: Reprodução)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva relembrou nesta quinta-feira (4), em seu perfil no Twitter, um vídeo de 2017 em que ele pergunta ao então juiz da Lava Jato Sergio Moro se ele, Lula, seria julgado por um juiz imparcial. O vídeo é o trecho de um depoimento prestado por Lula como réu no caso do triplex do Guarujá.

“Eu vou chegar em casa amanhã, vou almoçar com oito netos e uma bisneta de seis meses. Eu posso olhar na cara dos meus filhos e dizer que eu vim a Curitiba prestar depoimento a um juiz imparcial?”, indaga o ex-presidente a Moro.

A lembrança acontece após a desmoralização completa de Sergio Moro, depois da divulgação de diálogos entre ele e procuradores da Lava Jato e também entre os procuradores a respeito dos processos de investigados na operação. As conversas comprovam diversos crimes cometidos para perseguir, prender e tirar Lula das eleições.

Muita gente na época, já tinha certeza da parcialidade de Moro, mas no entanto, outra parte da população, a que analisa os fatos muito superficialmente, não teve capacidade para enxergar que por trás daquela falácia toda, existia uma mentira e um propósito, que era condenar o Lula para que ele não fosse candidato em 2018, pois os EUA queria na presidência do Brasil um da maraca de Bolsonaro, para entregar tudo e ficar como eles [os americanos] querem. Felizmente a mentira é fraca e logo se revela. Outra coisa que aconteceu quase no mesmo tempo, foi a derrota do Trump nos Estados Unidos, o que mostra que toda maldade tem seu preço a pagar. Como diz uma canção muito antiga do cantor Jerry Adriani, “Deixa o Mundo Girar”

Fonte 247